20 janeiro, 2021

GENOCÍDIO BRASILEIRO

         

ATÉ QUANDO ESTA CENA VAI NOS ASSOMBRAR?


O grito de dor de um adulto em uma enfermaria sempre lotada, o lamento de um jovem, o choro de uma criança inocente. Na recepção do pronto socorro um amontoado de filhos de Deus esperando atendimento enquanto os funcionários sem ação ficam numa correria dos infernos.
Um corpo inerte no Centro de Tratamento Intensivo. Um bloco cirúrgico funcionando precariamente fazendo apenas cirurgias de emergência, que se transformam em morte.
Quanto tempo um ser humano consegue viver tentando respirar sem um respirador, que em muitos hospitais é artigo de luxo?
Quanto tempo a dor física e emocional pode e deve ser suportada?
O corpo, mesmo sofrendo é obrigado a se adaptar à burocracia e a falta de compromisso com a vida, que faz este item faltar nas prateleiras dos almoxarifados.
Um profissional médico ou enfermeiro vendo a morte rondar os leitos ceifando vidas que poderiam serem salvas se os burocratas não perdessem tempo discutindo qual deles tem mais poder
E assim, os óbitos foram se multiplicando.
Pela falta do material.
Pela falta do medicamento.
Pela falta de leito nos hospitais.
Um corpo gritando de dor!
Morrendo!
Pela falta de compromisso de políticos sem escrúpulos.
Pela falta de tudo!
Um corpo inerte na mesa fria de um necrotério.
Quanto tempo será que ele aguentou sem respirar? Quanto tempo será que suportou e quantas dores sentiu sem o equipamento e o medicamento adequado, enquanto sonhava com a tão esperada vacina?
Hoje estas cenas são comuns em todos os hospitais.
Mas muito mais nos hospitais públicos que atendem pelo Sistema Único da Sacanagem, que na sua essência é considerado um dos melhores planos de saúde pública do mundo. E seria, se como é sabido por todos, as pessoas ricas ou simpatizante de políticos, não gozassem de atendimento preferencial.
Um corpo inerte na mesa fria do necrotério...
Gritos de dor.
Filhos e filhas órfãs.
Viúvas e viúvos.
Pais desesperados.
Um corpo sepultado sem a presença das pessoas que o amavam, porque a letalidade do vírus não permite que parentes e amigos se aproximem de quem foi brutalmente atingido.
Mais de duzentas mil famílias assistiram a morte de  um ente querido, ou não, que foram vítimas de um vírus de procedência ainda inexplicada cuja letalidade foi ignorada pelas autoridades governamentais que tinham a obrigação de defenderem a vida das pessoas, entre quais, aquelas que votaram para que os mesmos fossem alçados ao poder.
É claro que muitas dessas vidas não poderiam realmente serem salvas, se o governo central, o congresso nacional, e o poder judiciário estivessem em sintonia.
A culpa dessas mortes é do governo central, isto é, do homem que está brincando de ser presidente de quem não podíamos e continuamos não podendo esperar nada, visto que, por falta de diplomacia, a China, o maior produtor de vacinas do mundo se recusa a vende-las para o brasil.  
Agora só nos resta esperar que a lição tenha sido aprendida e que a luta contra o genocídio brasileiro seja encarada com responsabilidade. Espero que o congresso nacional e o poder judiciário tomem as providencias para coibir os desmandos de quem por engano, ou por ironia foi, eleito presidente.
Espero ardentemente que isso aconteça para que o CORONA VIRUS DEIXE DE SER A ESPADA DA MORTE para nós brasileiros.

ATUALIZANDO
27/01/2021 - 
O genocídio continua:Agora são 219.203 mortos e o congresso nacional e o superior tribunal continuam ignorando os desmandos do DITADOR e sua Equipe.
Vejam o que falou o presidente das pessoas violentas, O presidente jair bolsonaro (sem partido) voltou a atacar a imprensa nesta quarta-feira (27/01)  durante almoço na churrascaria Nativas Grill, na Vila Planalto, em Brasília. Ao comentar sobre a denúncia de que o governo gastou R$ 1,8 bilhão em compras de alimentos no ano passado, 20% a mais que em 2019, Bolsonaro mandou a imprensa para a “puta que pariu”.
E o que o congresso nacional faz? 
E o que o superior tribunal de justiça faz?

ATUALIZANDO II
Gostaria que aqueles que votaram no bolsonaro e continuam achando que ele está fazendo um bom governo fizessem esta atualização, acrescentando 1300 mortes todos os dias, até o dia em que o Corona Vírus matar um de seus parentes mais próximos, ou por ironia do destino, matar quem ajudou a eleger um assassino para presidente.

2 comentários:

  1. Ficamos estupefatos com o fato vivido nos últimos dias em Manaus e Amazonas.

    Um corpo sepultado sem a presença das pessoas que o amavam, porque a letalidade do vírus não permite que parentes e amigos se aproximem de quem foi brutalmente atingido.
    Mais de duzentas mil famílias assistiram a morte de um ente querido, ou não, que foram vítimas de um vírus de procedência ainda inexplicada, e cuja letalidade foi ignorada pelas autoridades governamentais que tinham a obrigação de defenderem a vida das pessoas, entre quais, muitas votaram para que os mesmos fossem alçados ao poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Silvio.
      Muito obrigado por ter lido e principalmente pelo comentário. Um abraço, paz e bem.

      Excluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade

Postagens mais visitadas