BETIM, UM PARAÍSO SENDO DESTRUÍDO

03 dezembro, 2013

APENAS UM RETRATO MOFADO

ISSO JÁ FOI UM RIO.
                                                 
ISSO SUBSTITUI A VELHA MATRIZ?
             














O RETRATO DO DESCASO COM A HISTÓRIA DA NOSSA CIDADE



Conversando com conterrâneos da minha idade, (63 anos), percebi com tristeza, que uma grande maioria está perplexa com o abandono da nossa cidade com tanto lixo e entulho espalhados por todos os lados nos dando a impressão de estarmos vivendo em um verdadeiro lixão a céu aberto.
Somos um povo sem história e sem memória, e todos os prefeitos que nos governaram, e que nos governa, não tem nenhum compromisso com a preservação do meio ambiente e com a ecologia.
Vejam alguns exemplos.
Alguns donos de bares, amigos do Rei, transformaram as calçadas, as  praças e ruas em espaços privados para gerar mais lucro. 
Dá nojo andar nas Praças do Óleo e São Cristóvão, e agora, na rua do Rosário, principalmente numa manhã de segunda feira, quando o lixo do que rendeu lucro é deixado para que a prefeitura faça o trabalho que deveria ser dos proprietários, dos bares e dos restaurantes. 
Citei apenas dois exemplos.
Isso acontece na cidade inteira.
Quando um prefeito sem noção derrubou a velha matriz de Nossa Senhora do Carmo não se ouviu uma voz protestando contra esse crime, e até hoje as pessoas perguntam onde foram parar as Imagens da igreja, os bancos, as portas e janelas, e as madeiras que eram verdadeiras relíquias.
Quem será que lucrou com todo o acervo que pertencia a todos, e era motivo de verdadeiro sentimento de fé de um povo simples e trabalhador?
E aquele ferro velho enferrujado na praça Milton Campos?
Será que alguém um pouco mais inteligente pode achar que aquilo faz lembrar a velha Matriz?
Temos uma CASA DA CULTURA, e uma SECRETARIA, que de cultura só tem o nome.
Nenhum incentivo é dado para as pessoas pensantes e artistas locais, apenas os apadrinhados da política conseguem ter algum projeto aprovado.
O único Concurso Literário realizado aqui foi em 1990, pelo então prefeito Osvaldo Franco.
Se houve outros, divulgaram apenas para os amigos.
O antigo Colégio Comercial virou museu, só no nome, porque lá não tem nada para mostrar, e o quase nada é escondido de todos, porque nunca vi um museu não abrir suas portas para o povo em dias de sábado e domingo.
O rio Betim que antes era o cartão postal da cidade, agora carrega apenas lixo jogado por um povo que não entende nada de ecologia, e a podridão do descaso dos políticos, como um deles, que para se eleger gritou aos quatro cantos da cidade que voltaria a nadar e pescar nesse mesmo rio, mas pelo que se sabe, ele não teve coragem de se mergulhar na merda que o rio carrega.
O Lar Vicentino Divino Ferreira Braga é um dos lugares mais bonitos da nossa cidade, com muita dificuldade e carinho, acolhe cinquenta e cinco (55) moradores.
Se eu disser que ele recebeu a visita de 0,5 % dos políticos da nossa cidade, estou sendo muito generoso.
Uma diretoria voluntária é obrigada a ficar refém de uma política que não privilegia os mais pobres e recebe uma esmola do poder público, e precisa dizer que recebe verba.
Esta instituição deveria ser incluída no roteiro de visitas de autoridades e personalidades que visitam nossa cidade.
OBS.: Ao escrever este tópico não pedi nenhuma autorização da atual Diretoria, escrevi com base na vivência de quatro anos como presidente dessa instituição no período de 2005 a 2009.
Tomara que alguma coisa tenha mudado.
Eu poderia escrever horas e mais horas, mas vou parar por aqui, se alguém quiser acrescentar ou questionar alguma coisa é só mandar um recado. 
Quero deixar aqui minha admiração por algumas famílias que nasceram ou vieram para cá e criaram seus filhos neste paraíso, e souberam como ninguém mostrar o que foi viver com honestidade. Eu poderia citar algumas, mas não quero correr o risco de esquecer alguém que merece ser lembrado.
É uma pena, mas tudo isso ficou no passado, e o mais triste de tudo isso, é que este não é o retrato só da minha cidade, é sem dúvida um retrato mofado da maioria das cidades desse nosso país.

Um comentário:

  1. Olá Geraldo! Passando para te cumprimentar, e dizer que o descaso das autoridades (in)competentes, é um mal bastante comum no país inteiro. Está certo. O povo tem que gritar para ver se muda alguma coisa. Belo post amigo.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade