05 fevereiro, 2021

LÁGRIMAS DE SANGUE

                                          

A IMAGEM FALA POR SI.

De repente, dia e noite se fundiram em um espetáculo inimaginável e o céu se cobriu com um manto negro parecendo estar de luto e derramando lágrimas em forma de chuva deixou a tristeza correr em forma de vento que balançou as poucas árvores que ainda resistiam. Deixou os relâmpagos com seus raios atravessarem as entranhas do firmamento mostrando a fraqueza do ser humano que vasculha o espaço e não consegue domar o raio que cai onde quer, ou no ponto mais fraco da terra agredida e ferida pelos agrotóxicos que são  jogados nas plantações e levados pelos rios agonizantes que em seus leitos carregam peixes mortos pela ignorância de pessoas que se dizem humanas.
Raio que cai nas matas que abrigam uma infinidade plantas e de animais que muitas vezes são mais humanos do que aqueles que as derrubam com seus machados e suas  máquinas, tudo em nome do “progresso” que provoca tristeza, fome, abandono, pobreza e a escravidão de muitos. e que estão sendo destruídas por posseiros que obedecendo cegamente a orientação de políticos corruptos e de empresários gananciosos desmatam indiscriminadamente sem se importarem se no futuro este verde derrubado vá transformar-se em vermelho com a morte de muitos.  
Raio que cai nas terras que geram riqueza para os poucos que as estão destruindo em busca dos minérios e de outras pedras preciosas que enriquecem aqueles que provocam a morte de centenas de pessoas. como fizeram nas cidades mineiras de Mariana e Brumadinho e continuam fazendo em muitas outras, só que em escalas menores que não atrai a mídia. 
Agora as lágrimas não são somente da chuva.
A natureza como um todo está chorando lágrimas de sangue ao ser agredida pela ignorância de pessoas que se dizem  humanas e  que perderam sua humanidade ao não respeitarem as nossas mães terra e água e o nosso irmão sol e a irmã lua       
                                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade