BETIM, UM PARAÍSO SENDO DESTRUÍDO

26 março, 2015

DIREITO AUTORAL

Resultado de imagem para DEUS VAI COBRAR
ESTOU PREPARADO PARA ESTE ACERTO DE CONTAS?
                                                                                    
   

     Este texto foi escrito em 2005, mas até hoje ninguém se preocupa

                      DIREITO AUTORAL                          
 
Imaginem se Deus resolvesse cobrar pelo uso de tudo que criou. 
Quanto teríamos que pagar pela água? E o sol, quanto nos custaria?
Quanto pagaríamos para olhar para  um céu de lua cheia com suas estrelas? 
Quanto seria cobrado de multa por enchermos o espaço de sucatas e de poluição? 
A degradação da natureza teria qual preço? 
E como seria esse pagamento? 
Tenho certeza que Ele iria querer:
A recuperação das nascentes, dos lagos e dos rios.
Ele vai querer um imediato controle da poluição que destrói a camada de ozônio. 
Vai querer o plantio de árvores e a proteção de todos os animais que são aprisionados e mortos por estupidez, por ganância ou por esporte.
Irá querer a  retomada do brilho das estrelas com a retirada da sucata abandonada no espaço. 
Vai exigir uma faxina completa nos mares para que os animais aquáticos voltem a viver. 
Vai nos pedir que façamos um mutirão para varrer a terra de todo o lixo e entulho acumulados como praga dos infernos. 
Quando Jesus resolver cobrar direito autoral de tudo que falou e ensinou... 
Aí sim, todos nós estaremos endividados. 
Talvez uma meia dúzia estarão em dia com o pagamento, principalmente os mais pobres que rezam e oram em templos e igrejas de várias denominações. 
Ele irá cobrar mais daqueles que se enriquecem dominando pessoas pobres e humildes, e pessoas pobres de espírito, usando Sua palavra para vender falsos milagres
Ele certamente irá querer participação no lucro das gravadoras e dos cantores que não conseguiram encontrá-Lo na humildade, e de repente dizem tê-Lo achado nas fitas, nos discos, e nos shows bizarros de muitas seitas que se dizem igrejas.
Ah Se Ele resolvesse usar de novo seu chicote como fez com os vendilhões do templo. Teria que chicotear muitos vendedores de santinhos, água benta, cruzinhas com água do rio Jordão, fogueiras santas, correntes disso e daquilo, e muito mais.
O chicote iria comer solto nos locais de romarias onde grandes templos e igrejas são transformadas em camelódromos que vendem de tudo, até a alma. 
Do mesmo modo cobrará muito mais  dos pregadores que usam os templos e igrejas como balcão de negócios onde os líderes se tornam milionários enquanto a maioria de seus seguidores moram em barracos menores que a casa dos seus cachorros.
E também irá recomendar a todos que ouçam e sigam o ensinamento dos que verdadeiramente pregam sua palavra sem pensar no lucro e na posição social, e que humildemente aceita ser o pastor que conduz a ovelha perdida e sai à procura daquela que se desgarrou do rebanho.
Ele irá cobrar muito dos patrões que exploram seus trabalhadores e dos trabalhadores que querem receber salário sem executarem suas tarefas com zelo e prazer. 
Ele irá pedir a todos um pouco de silêncio porque muitos estão cansados de ver seu sossego invadido por barulhos infernais que muitos chamam de música.
Deus se manifesta no silêncio. 
Ele irá abençoar todos aqueles que colocam seus talentos a serviço do reino e das coisas do céu. 
E duvido que a luxúria, a riqueza e a fama sejam as chaves que abrem as portas do paraíso

2 comentários:

  1. Geraldo, boa tarde!

    Esses é um dos textos recheados de verdades que deveria ser lido pelo universo inteiro. Se Ele resolvesse usar de novo o seu chicote não restaria ninguém de pé. Muito triste em forma usada de enriquecer em cima de pessoas humilde usando o nome de Deus.

    Um texto super atilado!
    Abraço Geraldo!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Geraldo!

    Um texto íntegro, muito bem escrito e melhor pensado.
    Ele/DEUS é perfeito, mas não tem mão leve, não, quando tem de separar o bom do mau.

    A imagem me comoveu.

    Dias bem felizes, conscienciosos.

    Abraço, com carinho!

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade