28 de abr. de 2014

MONTE DE TRAPOS



IMAGEM DE SEMELHANÇA DE UM SER HUMANO HUMILHADO.
                                         





Estava anoitecendo, indo buscar o pão para o café da tarde fiquei intrigado com uma cena que é corriqueira em muitas cidades grandes, muito comum nos centros, mas meu bairro é estritamente residencial. Vi um homem deitado na calçada, e parecia que o mesmo dormia tranquilamente. Não procurou sequer a sombra de uma árvore para se abrigar. De longe parecia um monte de trapos que alguém abandonara na rua, como é costume de um povo sem educação e sem compromisso com a limpeza e a ecologia.
Ao chegar perto percebi que debaixo dos trapos estava um ser quase humano jogado fora na calçada como um lixo que se abandona em qualquer lugar.
O Sr. José Carlos não estava bêbado.
Eu disse quase humano porque é inadmissível um ser humano ficar abandonado como um cachorro sarnento, enquanto milhões são roubados todos os dias dos cofres do governo.
A gente vê em cada esquina um pet shop onde animais são tratados como se fossem melhores que os seres humanos criados à imagem e semelhança de Deus, enquanto os pobres morrem nas filas de espera intermináveis dos hospitais públicos.
Vejam o comentário de uma cliente de um Site que vende produtos para animais
“To passando pra deixar registrado minha enorme satisfação em comprar neste site maravilhoso. Fiz o pagamento da minha compra na quinta a noitinha, e já recebi hoje , tudo com aquele capricho que só a equipe pode oferecer. Muito obrigada por me dar a oportunidade de adquirir peças tão lindas para enfeitar meu bebê”.
E a gente fica perguntando para si mesmo: onde está Deus? A fé fica abalada e é impossível não pensar que algo de muito podre está embrutecendo os corações do ser que se diz humano.
Não quero com isso dizer que todos devem abandonarem seus animais de estimação, a pergunta que deixo é: Será que a maioria das pessoas que tratam seus animais como gente, também contribui para tirar um ser humano da miséria?
Não estou conseguindo dormir por que sinto-me impotente diante da tragédia do cotidiano. Sei que em quase todas as cidades do mundo não existe um órgão que cuida das pessoas abandonadas, elas com suas vidas miseráveis, só servem para serem usadas em todas as eleições para eleger algum político sacana.
Precisamos rasgar a constituição que diz: todo cidadão tem direito à vida digna, trabalho, moradia, saúde, segurança, etc., etc., etc.
Se isso fosse verdade o Brasil seria um paraíso.
Só me resta narrar a cena que machuca.





Um comentário:

  1. Direitos do cidadão que nunca são cumpridos.
    São seres invisiveis espalhados pelas praças,viadutos.
    A gente se indigna e não crê numa revolução de atitudes.

    Então só nos resta denunciar com nossas palavras até que um dia, a boa vontade venha reinar para toda esta dor estagnar.
    Abraços,

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade