FORA BOLSONARO, O VIRUS QUE ESTÁ MATANDO O BRASIL

6 de out. de 2016

RENASCER

Resultado de imagem para efeito do alcoolismo
A ALEGRIA NÃO PODE ESTAR DENTRO DE UMA GARRAFA.


O alcoolismo é um dos principais causadores de desencontros.
Vou transcrever um desses desencontros que me emocionou. No dia 01-07-79 o jornal Diário da Tarde publicou o desabafo de uma menina de dez anos, que me deu um nó na garganta. "Eu sou muito triste, meu pai bate na minha mãe e em mim também, como resultado minha mãe fica nervosa e acaba batendo mais na gente. Um dia meu pai levantou falso dizendo que eu tinha roubado dinheiro dele e escondido no mato, o problema é que ele bebe muito; ele podia parar de beber”! Eu tenho ódio por ele, se souber disto sei que vai me matar. “Sou revoltada com o senhor meu pai, quero que separe da minha mãe para eu viver sossegada com ela."
Seria necessário aumentar a produção de lápis e papel se todas as crianças com os mesmos problemas resolvessem escreverem suas cartinhas. É incalculável o número de homens, mulheres, mesmo ainda jovens que buscam soluções em uma dose a mais. São tantas as pessoas que procuram esconderem seus problemas atrás de uma garrafa, e que jogam suas vidas nas latas de lixo junto com os cascos vazios. É incalculável o número de jovens que pensam estarem “numa boa” se embebedando, gritando pelas ruas, caindo nas sarjetas e morrendo pela vida.
Todos sabem que a lei proíbe a venda de bebidas alcoólicas para menores de idade. Então, quando um jovem chegar em casa bêbado, os pais deveriam denunciar à polícia o estabelecimento que vendeu, ou quem lhe forneceu a maldita bebida. Esta venda é comum em botecos, em praças de alimentação dos shoppings, sob os olhares coniventes das autoridades.
O que vi pessoas fazerem sob o efeito do álcool é inacreditável. Pessoas sem nenhum problema aparente deixam-se dominar sem nenhuma explicação lógica.  Trabalhando em uma obra, morando em um quarto com mais seis rapazes, um deles quando estava bêbado se masturbava na frente de todos, outro se sentava na cama e urinava no colchão onde iria dormir.
Qualquer desculpa serve para fazer um ser humano parar de pensar e transformar-se em um bêbado qualquer.
Todo bêbado parece um palhaço que se apresenta em um picadeiro muito grande, onde o público não aplaude. Zomba!
É mais fácil comprar um litro de cachaça que um litro de leite para um filho. É muito melhor "matar a sede" de um "amigo", do que comprar alimentos para a família.
Imaginem o sofrimento que passa uma pessoa quando tem de ir para a cama com alguém fedendo a álcool. Não deve ser nada agradável dormir sentindo o aroma de cana que sai dos poros, principalmente daqueles que se recusam tomar um simples banho.
E são muitos.
Deve ser muito difícil morar numa casa onde o esteio não consegue ficar de pé, e aquele que deveria ser o sustentáculo da família tem que ser amparado para não cair.
Esse esteio pode ser homem ou mulher.
Deve ser horrível ser esposa quando o marido chega em casa repartindo palavrões e bofetadas, descarregando nela e nos filhos os frutos do seu fracasso, e de mais uma noite de farras.  Deve ser horrível ser marido ao chegar em casa cansado do trabalho, encontrar os filhos abandonados, e no lugar da esposa para recebê-lo, ver uma mulher suja e bêbada que sequer prepara um jantar.
Continue bebendo!
Mostre para os seus amigos que você é macho.
Mostre para suas amigas que você é livre.
Esposa, marido, filhos, pais e irmãos, ou amigos de verdade nada representam na sua vida. Você é o mais importante, afinal é o bêbado idiota que arranca risos por onde passa.
Ninguém conhece sua família; mas você é muito conhecido.
- Oh! Pudim de cachaça.
- Lá vai ele, daqui uns dias, sua mulher vai...
- Devia ter vergonha!
É uma maneira estranha de ser conhecido, mas se você acha que vale a pena, continue, você será um famoso ninguém.
Depois de tantos desencontros, a melhor solução é pegar todas as perguntas sem respostas, todas as respostas sem perguntas, as incertezas e as doses, enfiar tudo dentro de um saco e enterrar. Feito isto, aproveite esse raro momento de lucidez, olhe para dentro de si mesmo, faça de conta que está assistindo um vídeo tape e gire o botão. Apague tudo da sua memória.
Sei que algumas imagens vão se recusar a irem embora.
Não deixe.
Agora anime-se.
Pegue uma dose bem grande.
De otimismo, e parta para reconstruir sua vida. Primeiro reconstruindo você mesmo. Assim perceberá que o mundo ficará mais bonito, seus amigos de verdade voltarão, e principalmente, você e sua família voltarão a viverem.
Fazendo assim você renascerá.
Sei que soa muito duro, por isso quero deixar aqui a minha admiração pelo AA.
Alcoólicos Anônimos.
Se for necessário, não tenha vergonha.
Procure.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade