BETIM, UM PARAÍSO SENDO DESTRUÍDO

28 janeiro, 2016

RECONSTRÓI A MINHA IGREJA

             Escrevi este texto em 2006, parece que o Papa Francisco veio realizar a Reconstrução) 
   
PARA TRILHAR ESSE CAMINHO NÃO PRECISA PAGR DÍZIMOS.


RECONSTROI MINHA IGREJA.

Hoje é dia de Corpus Christis. 
É tarde/noite de feriado, e minha esposa foi à igreja. Estou sozinho sentado confortavelmente em minha cozinha tomando um café enquanto os três filhos brincam com o computador. 
Deu uma vontade danada de escrever alguma coisa. 
Estou precisando escrever algo que não me lembre nada ruim!  A vontade de escrever foi na verdade a maneira que encontrei para reabrir um canal entre mim e o Criador há muitos dias interrompido. 
Preciso conversar com Ele! Na verdade, eu preciso fazer a pergunta que São Francisco fez:” Senhor o que queres que eu faça”? 
Longe de mim querer imitar o Santo que mais imitou Cristo. Longe de mim querer ouvir a mesma resposta de Deus.: “Vai e reconstrói a minha Igreja". 
Que esta Igreja está novamente precisando de uma nova reforma, não resta a menor dúvida. Que esta Igreja está precisando de novos Franciscos e Luteros para novamente ganhar contornos de “Igreja Santa e  Pecadora” não resta a menor dúvida. Que está na hora de tirar a tinta velha e dar uma nova textura na maneira de enxergar o Cristo que continua sendo crucificado todos os  dias, também não resta a menor dúvida. 
Ela precisa deixar de ser “a minha Igreja” para ser a casa de todos. É preciso que a casa do Pai ganhe uma roupagem nova para que não seja somente a Igreja do Pastor, do Padre, do Rabino, do Ancião ou do Papa. E muito menos daquelas pessoas que por prestarem algum serviço se acham donos da verdade, e que já estão com seus lugares garantidos no céu 
O templo do Espírito Santo que é o coração do ser humano está vazio e sentindo-se abandonado, chora de fome, de frio, de sede, de justiça e principalmente de amor.
E isso muitas vezes o leva a pensar que Deus o abandonou. 
Deus não abandona! Deus é deixado de lado todas as vezes que alguém comete um ato de injustiça contra quem e o que for. 
Ele é Pai, Filho e Espírito Santo. 
É no seio dessa família que precisamos nos aninhar, e ela está de portas abertas para receber os que estão aflitos, os corações que sangram e as almas que clamam por justiça. 
Hoje mais do que nunca eu preciso falar com Deus. 
Não para pedir! 
Para agradecer. 
Tudo que tenho e tudo que não conquistei porque não pude ou não tive competência para conquistar. 
Agradecer por estar vivo. 
Tendo coragem de colocar minhas ideias a serviço dos irmãos menores. 
Como não tenho a pretensão de conseguir imitar São Francisco só me resta olhar para Nossa Senhora e repetir suas palavras: “Faça-se em mim a Sua vontade”.
E pedir a Deus que me dê sabedoria e discernimento para ouvir quando Ele falar por outras bocas. 
Que eu possa me emocionar quando O enxergar no sorriso de uma criança ou na rabugice de um idoso que parecendo saber chegar sua hora, começa a agir como criança para colocar-se novamente no colo de quem se doou por amor.  
Pedir que não me deixe ficar indiferente diante da injustiça, e quando nada mais puder fazer, que eu possa olhar para sua imagem.
Não de um crucificado.
Mas de um Cristo vivo que se apresenta de várias formas me pedindo para segui-Lo. 
Em corpos de homens, mulheres e crianças.
Na agonia das nascentes de águas cristalinas que estão sendo mortas em nome do progresso. 
Quero ouvir ecoar todos os dias a mesma pergunta feita a Francisco. 
E todos os dias perceber que estou devendo uma resposta para Deus 




2 comentários:

  1. Olá, Geraldo!

    Tudo bem com você, filhos e esposa? Aqui, tudo satisfatório.

    Seus textos, mesmo que os tenha escrito há 10 dez estão, infelizmente sempre atuais.

    Concordo com você: a Igreja, em geral, precisa de ser renovada. Cada um de nós, tem de fazer a sua parte.

    Agradeço visita e comentário.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Geraldo!

    De férias? Se assim for, que sejam mto boas.

    Abraço com amizade.

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade