18 de mai de 2012

PERDOA-ME

PRECISO DE VOCÊ PARA VIVER










Agora que você não mais me quer
O que faço da minha vida?
Vou andar sem rumo, vagando como um andarilho,
Procurando outro alguém?

Ou ficar eternamente esperando por você?

Eu sei que fui errado e te machuquei
Estou aqui pedindo seu perdão
Inconsequente, brinquei com seu amor
Dê uma chance para o meu coração.

 Necessito e quero te mostrar
Que foi apenas ilusão, que serviu para me mostrar
Que sem você a minha vida é vazia
Se não puder me ver no brilho do seu olhar.

Volta para mim
Deixa-me fazer festa na sua chegada
Como fiz na primeira vez
Quando aceitou ser minha namorada.

Vem comigo outra vez
Viver o nosso jeito louco de fazer amor
Que este louco idiota, está deixando escapar
Mesmo sabendo, que não vive sem te amar

Por favor, não diga não
Quero só mais uma vez implorar o seu perdão.
Foi preciso sofrer para descobrir
Que ao enganar você, só machuquei meu coração.

Perdoa-me


6 comentários:

  1. Oi Geraldo,

    Perfeito quando se pede perdão, isso é divino, dom dos sábios, e perdoar é uma dádiva. Quando se ama verdadeiramente o perdão faz parte desse amor.
    Espero que seu desejo se cumpra.
    Ótimo fim de semana!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Geraldo pela bela poesia, um ótimo final de semana a vc

    ResponderExcluir
  3. Querido amigo, quando se tem coragem de pedir perdão, então lhe digo não há mais nada a fazer, porque pedir perdão dói e custa muito, só mesmo uma alma lavada de pecados o consegue fazer, porque não é o mesmo que pedir desculpa isso qualquer um pede por vezes até da boca para fora.
    adorei o seu poema beijinhos de luz em sua vida...

    ResponderExcluir
  4. Olá estimado Geraldo,

    A poesia é tão vasta, que permite vários estados de alma, vários sentires.
    Essa, que escreveu, é própria de quem perdeu ou afastou um grande amor e quer recuperá-lo.
    As palavras têm muita força, sobretudo se forem ditas com o coração inteirinho.

    Boa semana.
    Abraços de muita estima.

    ResponderExcluir
  5. Olá amigo Geraldo,
    Linda sua poesia!
    Espero que a pessoa a quem se refere, entenda e perdoe.
    A vida é tão cheia de percalços que é impossível afirmar-se que nunca se errou ou que, em alguma vez, se fez algo que magoasse o outro.
    A poesia é tão linda e sentimental, que gostaria que fosse destinada a mim, que vivo um momento quase como este que você narrou.
    Um grande abraço, querido amigo.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  6. Agradeço, amigo, mas é muito difícil revisar trabalho de alguém que admiro e respeito muito, principalmente porque perdi a agilidade nos meus dedos da mão e escrevo usando um só dedo.

    ResponderExcluir