17 de nov de 2012

FOI O DESTINO

ESTOU "PRISIONEIRO" DESTE AMOR

Foi destino                                            
que te colocou no meu caminho
para alegrar meu coração
cansado de viver sozinho

Foi o destino
que me fez te conhecer
para acertar meus descaminhos
e começar a viver

Foi o destino
que me mostrou a ternura
que vinha do seu olhar
inebriado por seu brilho
logo quis me entregar

Foi o destino
que me fez ver no seu sorriso
um feitiço encantador
e fisgado por sua meiguice
me entreguei a este amor

Agora não quero mais sair
do encanto que me prende, em você, minha querida
não consigo mais viver sozinho

meu destino está atrelado à sua vida.

Um comentário:

  1. Geraldo, muito bom seu trabalho. Embora seja cronista, gosto de poesias também.

    ResponderExcluir