5 de out de 2011

HOLOCAUSTO SILENCIOSO III


Com esta publicação encerro a mensagem de abandono dos pobres e do sucateamento da saúde pública do país.
Na cidade já se fala em terceirização do serviço de saúde.
Como entregar para terceiros aquilo que é propriedade do povo?
Como terceirizar um serviço que não foi concebido para gerar lucro e onde o pobre é tratado como lixo onde deveria ser tratado como ser humano?
Quanto a empresa vencedora da licitação “sem favorecimento” vai lucrar?
Quem vai pagar o ônus deste lucro?
Se hoje com todo o dinheiro arrecadado das maiores empresas do país, o medicamento e o material nunca chegam para aliviar a dor dos mais pobres, quando uma empresa terceirizada assumir as compras, quem vai pagar o pato?
Quem vai decidir o que estocar e a qualidade do material?
Certamente não serão os profissionais da área da saúde.
Para que a terceirizada possa contabilizar lucro quantos mais precisarão morrer por falta de um equipo que custa menos de cinco reais?
Eu vi isto de perto e várias vezes tive que pedir emprestado e pagar transporte do meu bolso para não deixar que uma seção de hemodiálise fosse cancelada.
Certa vez o marido e dois irmãos de uma paciente estavam pressionando o diretor do hospital porque a esposa estava internada e não tinha o medicamento prescrito.
Isto ocorre com milhares de pessoas em todo o país.
E quem não tiver um parente para pressionar?
E então?
Não fica fácil responder onde está ocorrendo a maior carnificina de todos os tempos?
Nas grandes cidades morrem mais pessoas do que em todas as guerras sujas e santas e ignorantes que ocorre em todos os cantos do mundo.
E então quem são os verdadeiros criminosos?
O do revolver trinta e oito que nunca aprendeu outra coisa?
O da metralhadora que se tornou craque na escola da rua?
O traficante que na ausência do poder público se tornou dono da comunidade?
Quem mata mais?
Os terroristas de verdade?
Ou os terroristas do silêncio?
Quem é o maior assassino de inocentes?
Fácil responder!
O maior assassino de inocentes é o poder publico como um todo, com seu serviço de saúde sucateado, sua segurança pública de brincadeira, sua justiça cega para os crimes dos ricos e ligeira para o delito dos pobres, seus políticos ladrões que fazem leis de abandono e de pilhagem dos que nada possuem.
Com absoluta certeza ouso afirmar que os traficantes e terroristas na sua grande maioria são meras crias do sistema que precisa ficar na mídia, e fabricar noticias para entretenimento do povo e precisa de alguém que apareça para colocar a cara a tapa.
O verdadeiro assassino fica sentado em confortáveis poltronas de luxuosos gabinetes e com uma simples caneta é responsável por extermínios diários que ceifa a vida de milhões de pessoas, assinando ou não a compra de um medicamento ou deixando de contratar profissionais para cuidar de quem o colocou no poder.
De quem não soube votar e elegeu este mesmo sacana que agora é dono do destino de milhares de pobres e ricos, vitimas eternas de uma guerra particular que alimenta o lado fera do homem que sente prazer ao olhar suas vitimas sucumbindo à sua vontade.
Este responsável é comandante de um grande exercito de pessoas de todas as classes sociais, com diplomas e doutorados, que obedecem suas ordens com um cachorro obedece seu dono, e a troco de um salário ou de uma posição de destaque.
E pela omissão ou por intervenção direta são cúmplices e executores do Holocausto do Silêncio.

2 comentários:

  1. Geraldo, é muito triste esse abandono. O verdadeiro assassino fica sentado em confortáveis poltronas de luxuosos gabinetes e com uma simples caneta é responsável por extermínios diários que ceifa a vida de milhões de pessoas. Vc disse tudo nessas palavras. Parabéns pelo post magnifico.Deixo um abraço e uma ótima continuação da semana.
    Smareis

    ResponderExcluir
  2. Olá Geraldo,

    Não conheço a realidade nua e crua de seu extenso país, mas conheço a do meu.
    Portugal é um país pequeno, onde a corrupção, embora em menor escala, se faz, também, sentir.
    O governo, que neste momento preside aos destinos este povo, está tomando medidas muito sérias e esmiuçando todos os sectores.
    As contas bancárias, de altos dirigentes deixaram de estar sob sigilo, por exemplo.
    Não iremos receber subsídio de Natal, nem mês de férias, para dar alento à economia. Muito bem. Pedir crédito bancário, para passar férias no estrangeiro é uma vergpnha. Agora, quem pede, tem de se saber, por que pede.
    Cada pessoa terá de trabalhar mais meia hora por semana, gratuitamente, para equilibrio da balança comercial.
    Foi assim, que a Alemanha fez após a guerra. Hoje, tem uma forte e solida economia.
    O Brasil é enorme e é muito difícil controlar tanta favela, tantos senhores poderosos ligados a grandes interesses e até a própria polícia, que muitas vezes está feita com os criminosos.
    Um holocausto sério!

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir