9 de abr de 2011

VIDAS ENTRELAÇADAS.

CENA DO FILME LAÇOS DE TERNURA
VIDAS ENTRELAÇADAS.

É madrugada,
Lá fora uma chuva fina embala meu pensamento
Que te procura sem cessar
Querendo te amar cada momento

E no embalo que acalma
Sua imagem me acompanha
Imaginando você nos meus braços
Meu coração ainda sonha

Em ter você nem que seja por um momento
Poder com ternura te abraçar
Sentir teu calor
E nos teus braços me entregar

Em beijos e abraços que arrepiam
E palavras que emocionam
Com dois corpos a se entregar
Dois corações se apaixonam

E ao entardecer do dia
Quando é hora de te encontrar
O coração bate acelerado
Porque sei que vou te amar

E na entrega que sacia
Na paixão sem peso e sem medida
Corpo e alma se misturam
Entrelaçando duas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário