BETIM, UM PARAÍSO SENDO DESTRUÍDO

22 abril, 2022

NÃO GOSTO DE CARNAVAL

 

ESTA ALEGRIA É VERDADEIRA?


Hoje é Quarta-Feira de Cinzas, início dos quarenta dias do calvário até a crucificação do Deus que se fez homem por amor.
Os tambores ainda não calaram.
A cuíca ainda ronca.
A fantasia não foi tirada.
A idiotice continua...
Milhões de reais são gastos para promover mais uma festa para turistas sexuais, e homens e mulheres pagam a peso de ouro um lugar nos carros alegóricos ou como madrinhas e padrinhos de baterias.
Quarta-Feira de Cinzas, hora de contabilizar e fazer uma reflexão dos últimos acontecimentos.
Quantas mortes aconteceram nas estradas? De bêbados fantasiados de palhaços e de inocentes que tiveram a coragem de colocar o bloco na rua e se colocar no caminho da irresponsabilidade.
obrigados a aturar, querendo ou não, porque o país do primeiro mundo em miséria e em injustiça para de produzir enquanto milhares de pessoas brincam de ser feliz. Felizes os seguidores de religiões que promovem retiros durante esses três dias. Enquanto uma minoria faz chegar ao céu o louvor, milhões fazem questão de esquecer a existência de Deus achando que ele também se retirou para um cantinho do céu e só retornará na Quarta-Feira de Cinzas quando as máscaras caírem
Eu não tenho nada contra quem gosta de se esbaldar pelas ruas da vida, mas gostaria que pelo menos as pessoas mais pobres pensassem duas vezes antes de irem para as ruas fantasiados de palhaços para alegrar os políticos corruptos que só lhe oferecem pão e circo.
Em áudios vazados, o ministro da Educação afirmou que o governo prioriza prefeituras assessoradas pelos dois líderes evangélicos a pedido de Bolsonaro. Desde a revelação das gravações, Ribeiro tem alegado que Bolsonaro apenas pediu para que os pastores fossem recebidos.
De acordo com Kelton, os dois pastores teriam retornado e chamado os prefeitos para um almoço. No restaurante, Arilton Moura perguntou a Kelton se ele teria algum pedido de melhorias para a sua cidade. O prefeito então teria respondido que o município precisava de mais uma escola.
“Disse que eu teria que dar R$ 15 mil para ele naquele dia para ele poder fazer a indicação. [Ele disse]: ‘Transfere para minha conta, é hoje (…) No Brasil, as coisas funcionam assim'”, conta Kelton.
A indústria de bebida comemora.
A indústria hoteleira comemora.
A indústria do narcotráfico festeja.
Os prostíbulos e as prostitutas estão em festa.
O profissional do entretenimento se realiza.
Os políticos, esquecidos por uns dias, festejam.
E o povo?
As pessoas são meros coadjuvantes nesta festa grotesca onde o pobre se sente rei, quando na verdade mais uma vez está sendo novamente o bobo da corte.
A grande maioria dos foliões do asfalto ganha o quê?
Três dias de falsa alegria?
E o que o espera depois que os holofotes se apagarem?
O marido ou a mulher abandonada junto com os filhos implorando um pedaço de pão?
Com sua dor!
Uma conta de água ou luz atrasadas e na eminência de serem cortados?
O dono do barraco querendo receber o aluguel?
Aqueles que consomem drogas e caviar nos camarotes vão ajudá-los a consertar os estragos que a folia fez nas vidas dessas pessoas?
Quantas famílias são desfeitas?
E em outubro próximo quando começarem a nascer os filhos da folia e do
Carnaval por onde andará o pai? Quem foi o irresponsável protagonista que de uma trepada qualquer fez nascer mais uma criança que será abandonada nos becos da vida?
Impossível saber!
É por causa desses comportamentos grotescos que o nosso país não é respeitado pelo primeiro mundo e o nosso povo não passa de um brinquedo de terceira categoria e o pão e circo são suficientes para alimentar o ego de quem não tem consciência de justiça.
Damos espetáculos para o mundo que nos olha como selvagens porque aceitamos um governo de falcatruas com políticos corruptos e dançamos em sua homenagem.
Carnaval é algo tão insignificante que nem mesmo o Aurélio consegue definir e o descreve como: Três dias que antecede a Quarta-Feira de Cinzas, dedicado a várias sortes de diversões, folias e folguedos, e termina com a definição de: Grotesco.
O absurdo desta aberração é que pessoas é que não gostam, como eu, somos
E na volta da orgia muitos vão para as igrejas com cara de Judas arrependido ou de santo do pau-oco como se nada de anormal tivesse acontecido.
O carnaval desse ano, 2022, que acontecerá em abril já nos mostra o quanto somos feitos de palhaços pelo governo bolsonaro.
Não gosto de carnaval.
Festa de hipócritas!
Sorrisos de mentira!
Relaxamento de atitudes.
Eu não gosto de carnaval, mas queria fazer um pedido a você que gosta. Quando estiver na folia lembre-se das pessoas que morreram em Brumadinho - MG, em Vitória- BA e em Petrópolis - RJ, simplesmente porque os nossos governantes pensam mais em dinheiro do que na vida dos seus compatriotas.
Quando terminar esta apresentação esdrúxula e vocês voltarem para sua rotina lembrem-se dos milhões de desempregados que imploram por um prato de comida para seus filhos. Talvez entre vocês, com certeza terão muitos desses brasileiros que acham que tudo vai se resolver depois que os instrumentos silenciarem.
E na Quarta-Feira de Cinzas não adianta ir à uma igreja conversar com Deus, os políticos corruptos voltarão de suas férias para continuarem roubando os cofres públicos, e assombrando ainda mais aqueles que se contentam com pão de circo.
Enquanto o povo se diverte, vejam o acontece nos bastidores da falta de governo.
bolsonaro concede perdão para político fascista condenado a nove anos de prisão. Após divulgar vídeo com ataques contra integrantes do Supremo Tribunal Federal e apologia ao Ato Institucional Nº 5, o deputado federal Daniel Silveira foi preso em flagrante na noite desta terça-feira (16). A prisão foi autorizada por liminar do ministro Alexandre de Moraes. O deputado já é investigado nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos. A prisão foi determinada após o deputado publicar vídeo criticando os ministros do STF, sobretudo Edson Fachin, que havia divulgado mensagem em que considera "inaceitável" e "intolerável" tuíte do general Eduardo Villas Bôas sobre o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no STF em 2018. Ao conceder perdão ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado na quarta-feira a oito anos e nove meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal, o presidente Jair Bolsonaro confrontou a Corte como nunca, instalando uma crise entre os Poderes da República, de consequências ainda imprevisíveis. Com base no artigo 734 do Código de Processo Penal, segundo o qual o presidente da República pode conceder "espontaneamente" a graça presidencial, em edição extraordinária do Diário Oficial, Bolsonaro livrou o deputado valentão da prisão, das multas e da cassação de mandato, sentença aprovada na quarta-feira, por acachapante maioria de 10 a 1.
Após ser denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, o vereador Gabriel Monteiro (PL), acusado de ter filmado relações sexuais com uma adolescente de 15 anos, pode ser enquadrado em uma lei de própria autoria. Aprovada na Câmara em 15 de setembro de 2021, a lei 7.037 foi publicada no Diário Oficial carioca no dia seguinte pelo prefeito Eduardo Paes (PSD).
Dois prefeitos que tiveram encontros com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmaram em entrevista ao jornal O Globo, nesta quarta-feira (23/3), que o pastor Arilton Moura teria pedido propina para ajudá-los a conseguir verbas para a construção de escolas em seus municípios.
Quero deixar aqui um recado para quem vai se esbaldar nas ruas, nos clubes e no sambódromo. Quando vocês estiverem vestidos de palhaços dançando e pulando para alegria de uma minoria de milionários que sugam o dinheiro desse país. Espero que se lembrem dos seus compatriotas que estão enterrados na lama fedorenta que a Vale fez questão de deixar inundar a cidade de Brumadinho em Minas Gerais.
Enquanto o povo pula e dança, vejam o que acontece neste nosso país movido a propina para os mais ricos e fome para os mais pobres.

 


Um comentário:

  1. Bom fim de semana amigo.
    Muito bom grito de repudio a uma fantasia que não é eterna.
    Musica para o povo que morre de fome e frio e ou mesmo soterrado por uma lama negra, que tudo mata.
    Abraços e vamos à luta que o ano promete.

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade