05 abril, 2020

RECEBO MAIS QUE MEREÇO


                                  RECEBO MAIS QUE MEREÇO

Hoje é dia de Corpus Christis. 
É tarde/noite de feriado e minha esposa foi à igreja.
Estou sentado confortavelmente em minha cozinha tomando um café enquanto meus três filhos brincam com o computador. 
Deu uma vontade danada de escrever alguma coisa, estou precisando escrever algo que não lembre nada ruim! 
Na verdade, a vontade de escrever foi a maneira que encontrei para reabrir um canal de comunicação entre mim e o Criador, há muito tempo interrompido. 
Preciso conversar com Ele! 
Preciso fazer a pergunta que São Francisco fez:” Senhor o que queres que eu faça”? 
Longe de mim querer imitar o Santo que mais imitou o Cristo. Longe de mim querer ouvir a mesma resposta de Deus.: “Vai e reconstrói a minha Igreja". 
Que esta Igreja está novamente precisando de uma nova reforma, não resta a menor dúvida. Que esta Igreja está precisando de novos Franciscos e Luteros para novamente ganhar contornos de “Igreja Santa e Pecadora” também não resta a menor dúvida. Que está na hora de tirar a tinta velha e dar uma nova textura na maneira de enxergar o Cristo que continua sendo crucificado todos os dias é inquestionável.
Ela precisa deixar de ser “a minha Igreja” para ser a casa de todos. 
É preciso que a casa do Pai ganhe roupagem nova para que não seja a Igreja do Pastor, do Padre, do Rabino, do Ancião do Papa, e muito menos daquelas pessoas que por prestarem algum serviço acham-se donas da verdade, e que já estão com seus lugares garantidos no céu 
O templo do Espírito Santo que é o coração do ser humano está vazio e sentindo-se abandonado, chorando de fome, de frio, de sede, e principalmente de justiça.
E isso muitas vezes leva as pessoas a pensar que Deus os abandonou. 
Deus não abandona,
Ele é deixado de lado todas as vezes que alguém comete um ato de injustiça contra quem e o que for. 
Ele é Pai, Filho e Espírito Santo. 
Ele é mãe. 
É no seio desta família que todos precisam se agrupar, e ela precisa estar de portas abertas para receber os que estão aflitos e com os corações clamando por justiça. 
Hoje mais do que nunca eu preciso falar com Deus. 
Não para pedir! Para agradecer por tudo que tenho de bens afetivos, materiais e espirituais.
Agradecer por estar vivo e ter coragem de colocar minhas ideias a serviço dos irmãos menores. 
Como não tenho a pretensão de conseguir imitar São Francisco... Como não posso sequer olhar para a Virgem Maria sem me sentir pequeno e pecador, só me repetir suas palavras: “Faça-se em mim a Sua vontade”. E pedir que me dê sabedoria e discernimento para ouvir quando Ele falar por outras bocas. Que eu possa me emocionar quando O enxergar no sorriso de uma criança ou na rabugice de um idoso que parecendo saber chegar sua hora começa a agir como criança para colocar-se novamente no colo de quem se doou por inteiro.  
Pedir que não me deixe ficar indiferente diante do sofrimento das pessoas, e quando nada mais puder fazer que eu possa olhar para sua imagem com um olhar de ternura.
Não olhando para um crucificado.
Mas O enxergando de todas as formas que se apresenta me pedindo segui-Lo. 
Nos corpos de homens, mulheres e crianças.
Na agonia das nascentes de águas cristalinas que estão sendo mortas em nome do progresso. 
Quero ouvir ecoar nos meus ouvidos todos os dias a mesma pergunta feita a Francisco. 
E todos os dias perceber que estou devendo uma resposta para Deus
E todos os dias durante minhas orações dizer com toda minha alma:
Senhor, eu recebo muito mais do que mereço.

3 comentários:

  1. Boa noite de paz de Domingo, Geraldo!
    Tenha a mesma gratidão a Deus que me deu e dá muito mais do que mereço.
    Ele é Fidelíssimo!
    Seu Amor é gigantesco por cada um de nós.
    Tenha uma Semana Santa abençoads na proteção de todo mal!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roselia. Obrigado por ter lido e também pelo seu comentário. Um abraço, paz e bem.

      Excluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade