17 de jun de 2019

MEU RETRATO







Não tenho nenhum problema.
Acho que tenho uns dois amigos verdadeiros. 
Não conheço nenhum inimigo declarado.
Não sei nadar, não sei dançar 

Detesto qualquer tipo de loteria, ou jogos a valer qualquer coisa. 
De vez em quando jogo truco. 
Odeio programas de televisão que “sorteiam” alguma coisa, ou algo semelhante a mande um torpedo, digite qualquer coisa, e concorra. 
Não assisto programas de auditório, porque quase sempre os aplausos são comprados.
Assisto pregadores com caras de santo só para ver o sem vergonha fingir que está operando um milagre, quando na verdade está roubando o dinheiro de pessoas humildes. 

Gosto de futebol sem fanatismo.

Nunca me preocupei com dinheiro. 
Talvez seja porque nunca o tive sobrando 
Mas também não tenho dividas 
O que consegui na vida foi com trabalho
E o suficiente para conseguir aquilo que preciso. 

Que não é muito. 
Tenho uma casa para morar 
Um quintal para meditar 
Um Deus para adorar 
Uma mulher para amar 
Três filhos para me alegrar 

Detesto luxo. 
Tenho um par de sapatos domingueiro 
Não uso paletó. 
Gravata, nem pensar! 
Camisa social não foi feita para mim. 
Nunca comi em restaurante de luxo 
Gosto de arroz com feijão, dobradinha e feijão tropeiro

Gosto de sentar no chão 
Cruzar as pernas como se estivesse meditando 
.
Não preciso de nada. 
Tenho tudo 

Não aceito injustiças, principalmente contra os mais pobres, já perdi vários empregos por defender colegas de trabalho que eram explorados. 
Então... 
Este sou eu. 
Não sei por que escrevi isto, mas aqui está o meu retrato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade