08 janeiro, 2021

POSTULANTE A DITADOR


Depois de tudo que este pseudo-presidente bolsonaro está fazendo. 
Vendo a morte dos 200.000 brasileiros que ele matou ao ignorar os efeitos da pandemia.
Vendo este ditadorzinho querendo influenciar a próxima eleição incitando seus apoiadores violentos a irem planejando a invasão do nosso congresso, como fizeram os marginais seguidores do também pseudo presidente trump nos estados unidos.
Quero deixar aqui um apelo aos meus colegas que divulgam suas ideias e seus sonhos. Por favor, entrem nessa luta contra a besta fera que nos governa.
Quero pedir a todas as pessoas honestas deste país, inclusive aquelas que ajudaram a eleger isso que temos hoje, que comecem a pedir a saída desta imitação de hitler.
 O que a nossa justiça e o nosso congresso estão esperando para cassarem o mandato deste postulante a ditador?

   

                Vejam o que encontrei no site GAZETA DE PINHEIROS


                       VAI DEIXAR O FUTURO DOS SEUS FILHOS NAS MÃOS DISTO AQUI?


O jornal americano “New York Times” afirma que o aumento de mortes por coronavírus faz o presidente Bolsonaro assumir tendências autocráticas (poderes ilimitados) – ditadura – OESP 11/6. Com essa ameaça do presidente “os investidores estão fugindo do país”. Diante desses gestos intimidativos, o presidente, seus filhos e aliados estão sob investigação. Sua eleição pode ser anulada.
A falta de capacidade do governo de enfrentar a crise está alertando figuras militares do Brasil para a instabilidade e estremecimento, o que poderá desmantelar a maior democracia da América Latina. A reportagem do jornal americano faz um compilado dos diversos embates entre Bolsonaro com o Legislativo e o Judiciário, e as freqüentes ameaças a instituições. O “NY Times” ainda enfatiza: “o presidente ao invés de denunciar a ideia, o círculo mais próximo do presidente, parece estar clamando para que os militares entrem na briga! De fato, um dos filhos do presidente, que recentemente elogiou a antiga ditadura militar do país, disse que uma “ruptura institucional semelhante era inevitável”

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade