29 de dez de 2016

UM GRITO DE LIBERDADE - SAIR DO FACE BOOK



Resultado de imagem para FRASES SOBRE O facebook

O que estou escrevendo vai despertar a fúria e até o ódio de grande maioria das pessoas que tiverem a sorte ou a desventura de lerem este “GRITO DE LIBERDADE.
São quase cinco horas da manhã, depois de mais uma noite mal dormida, parece que estou vivenciando um verdadeiro milagre.
Quero deixar bem claro que não sou dono da verdade, mas sinto-me inteiramente à vontade para escrever sobre a escravidão silenciosa que povoa o pensamento de crianças, jovens e adultos, escravos das mídias de comunicação, e com muito mais ênfase, das chamadas Redes Sociais, que na verdade deveriam ser denominadas, Redes Antissociais.
Tenho sessenta e seis anos, nenhuma formação acadêmica, sempre gostei de escrever, e como ninguém, sei da necessidade e utilidade das tecnologias modernas na vida das pessoas. Publiquei meu primeiro texto em 2005, onde retratei o abandono e a morte prematura de pessoas inocentes, vítimas de um sistema de saúde perverso, logo depois de ter trabalhado no controle de materiais do hospital público da minha cidade, que é mantido pelo SUS - Sistema Único da Sacanagem, constantemente roubado por políticos e empresários inescrupulosos. 
Não gosto de falar ao telefone, tenho um celular apenas para comunicar-me com meus familiares, não tenho nenhum compromisso profissional, portanto não vejo necessidade de ficar falando futilidades a todo instante. 
Pensando em divulgar o que escrevo, por quatro vezes me conectei ao Face Book, mas rapidamente o deletei por não acostumar-me com o que via e sentia. Depois da insistência de algumas pessoas, reativei minha página, mas depois de dois meses conectado, sinto-me desconfortável ao ver a banalização das relações entre as pessoas.
Cansei...
De ver o compartilhamento de tanta futilidade!
O nosso país está caminhando ligeiramente para o caos, desemprego causando a fome, desestruturação de muitos lares, roubos, assassinatos, enquanto isso a grande maioria dos internautas, que deveriam estar bradando contra as quadrilhas de políticos que nos roubam, ficam compartilhando violências e outras besteiras, que muitos acham engraçadas.
Enquanto os asilos de caridade e creches que atendem velhos e crianças carentes estão à beira da falência, os amantes da rede social postam fotos e vídeos de pregadores que vendem milagres a preço de ouro, de padres atores e cantores que estão muito distantes da simplicidade Daquele que nasceu em uma manjedoura. Enquanto pessoas desempregadas e seus filhos são despejados pelo dono do imóvel alugado, passam fome e precisam pedir um pão pelo amor de Deus, milhares de “amigos virtuais” compartilham fotos e vídeos de cachorros e gatos comendo caviar, dormindo em berço de ouro, sendo chamados de meus amores.
É isso que os donos do mundo e senhores de engenho da era moderna querem, um povo alienado, hipnotizado pela luz e barulho que vem dos aparelhos eletrônicos, sem preocuparem-se com as mudanças que precisam ser implementadas, para salvar o que ainda resta de um país saqueado e de um povo sofrido.
Face Book, Instagram, WhatsApp Badoo, Twiter, e tantos outros, são os capitães do mato, que ditam as normas de comportamento da grande massa de comunicadores amadores, e até profissionais espalhados pelo país afora.
Por não aceitar ser escravo, por constatar que postagens sérias não são assimiladas pela maioria dos “amigos virtuais”, no primeiro dia do ano vou deletar definitivamente minha página, e a partir de hoje não mais curtirei ou compartilharei qualquer mensagem.
Peço desculpas antecipadas que quem se sentiu ofendido.






Um comentário:

  1. Olá, Geraldo!

    Há mto tempo que você diz o mesmo, sem vacilar, nem temer, mas isso mostra sua força de caráter e frontalidade.
    Creio que um dia, as coisas irão mudar, e se não for a bem, será a a mal. Deus está atento.

    Só tenho blog e um celular a k chamam básico, mas com o qual me entendo mto bem e k só uso, qdo estritamente necessário.

    Qto ao Face e às outras "coisas", k nem sabia o nome, não tenho nada disso, portanto, por mim, tudo certo.

    UM FELIZ E LÚCIDO ANO NOVO! NÃO SÃO OS ANOS QUE SÃO INSATISFATÓRIOS, MAUS, MAS SIM AS PESSOAS, K TÊM DE ADOTAR NOVAS ATITUDES E POSTURAS.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir