27 de set de 2016

UM SONHO IMPOSSÍVEL



Image result for aposentadoria um sonho impossível
INFELIZMENTE MUITA GENTE QUIS ESTA ABERRAÇÃO
Enquanto nosso povo continuar lotando estádios onde jogadores milionários se divertem, continuar lotando casas de shows e botecos, enchendo a cara na cachaça e nas drogas, não estando nem aí para a situação política do país.
Enquanto assistimos passivamente o abuso nos aumentos de salários de políticos e de servidores do alto escalão do governo, ao mesmo tempo em que a PREVIDÊNCIA SOCIAL está reavaliando a Aposentadoria por Invalidez para fazer com que pessoas que mal conseguem andar voltem ao trabalho, com certeza o brasil continuará sendo um país de último mundo.
Enquanto nosso povo continuar achando que eleição é motivo de festa, principalmente os mais jovens que parecem não estarem nem um pouco preocupados. Muitos ainda não entenderam que com a mudança na regra da aposentadoria todos estão perdendo o direito de se aposentar, porque com certeza, de cada dez trabalhadores, nove não irão conseguir se manter no mercado de trabalho até os setenta (70) anos de idade, a não ser que seja funcionário público. E então veremos uma legião de velhos abandonados nas ruas ou morrendo à mingua dentro de suas casas, e com um olhar melancólico ficarão perguntando constantemente:Será que depois de tanto sacrificio a minha Aposentadoria será um sonho impossível?
Infelizmente se não houver luta para mudar, a resposta é SIM.

                                                   VOTE NULO
Se continuar votando nas mesmas figurinhas carimbadas que são eleitos há vários anos, ou em seus avós, pais, filhos, netos, e o que é pior, a troco de uma cesta básica, de uma cerveja, de uma consulta médica ou de uma cirurgia, estaremos votando na continuação da grande sacanagem que acontece todos os dias em qualquer recanto deste país de faz de contas. Em Betim tem vereador sendo eleito há mais de vinte anos, e outros os membros da família inteira são funcionários públicos.
Se a grande maioria anular o voto, os que que forem eleitos se sentirão acuados e pensarão duas vezes antes de continuar nos roubando
Veja como ficou sua aposentadoria, e pense.
Cálculo leva em conta a soma da idade e tempo de contribuição da pessoa
Da Redação (Brasília) – A nova regra de cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição foi estabelecida pela Lei 13.183, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (5). Agora, o cálculo levará em consideração o número de pontos alcançados somando a idade e o tempo de contribuição do segurado – a chamada Regra 85/95 Progressiva.
Além da soma dos pontos é necessário também cumprir a carência, que corresponde ao quantitativo mínimo de 180 meses de contribuição para as aposentadorias. Alcançados os pontos necessários, será possível receber o benefício integral, sem aplicar o fator previdenciário. A progressividade ajusta os pontos necessários para obter a aposentadoria de acordo com a expectativa de sobrevida dos brasileiros.
Até 30 de dezembro 2018, para se aposentar por tempo de contribuição, sem incidência do fator, o segurado terá de somar 85 pontos, se mulher, e 95 pontos, se homem. A partir de 31 de dezembro de 2018, para afastar o uso do fator previdenciário, a soma da idade e do tempo de contribuição terá de ser 86, se mulher, e 96, se homem. A lei limita esse escalonamento até 2026, quando a soma para as mulheres deverá ser de 90 pontos e para os homens, 100 conforme a tabela abaixo.


HOMEM MULHER
Até 30/12/20188595
De 31/12/20188 a 30/12/20208696
De 31/12/2020 a 30/12/20228797
De 31/12/2022 a 30/12/20248898
De 31/12/2024 a 30/12/20268999
De 31/12/2026a em diante90100

 Com a nova regra, os trabalhadores vão se aposentar com 85 e 95 anos?
Não! 85 e 95 é o número de PONTOS que eles deverão atingir para se aposentarem integralmente. O número de pontos é igual à idade da pessoa mais o tempo de contribuição com o INSS. Tem direito quem contribuiu por no mínimo 180 meses. (Ex: uma mulher de 53 anos que tiver trabalhado por 32 anos já pode receber aposentadoria integral. O mesmo vale para um homem de 59 que tiver trabalhado por 36 anos). Esses números serão gradualmente aumentados até 2026, quando chegarão a 90 pontos para as mulheres e 100 para os homens.
Então agora só se aposenta por tempo de contribuição quem atingir os 85 ou 95 pontos?
Não. Para ter direito à aposentadoria por tempo de contribuição, os segurados da Previdência Social precisam ter 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos, no caso dos homens. A nova regra é uma opção de cálculo, que permite afastar a aplicação do Fator Previdenciário (mas que tem carência de 180 meses de contribuição, como as demais aposentadorias). Caso a pessoa deseje se aposentar antes de completar a soma de pontos necessários, ela poderá se aposentar, mas vai haver aplicação do fator previdenciário e, portanto, potencial redução no valor do benefício.
Qual a idade mínima para se aposentar pela Regra 85/95?
Pelas regras de hoje, NÃO existe idade mínima para aposentadoria por tempo de contribuição no INSS. O que é exigido para esse tipo de aposentadoria é o tempo mínimo de contribuição, de 30 anos para mulheres e de 35 para homens. A regra 85/95 não muda em nada o requisito de acesso ao benefício. A nova regra traz uma nova forma de cálculo do valor do benefício, permitindo que não se aplique o Fator Previdenciário para quem atingir os pontos.
Esta regra acaba com o Fator Previdenciário?
Não, ele continua em vigor. A nova regra é uma opção. Caso a pessoa deseje se aposentar antes de completar a soma de pontos necessários, ela poderá se aposentar, mas vai haver aplicação do fator previdenciário e, portanto, potencial redução no valor do benefício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário