30 de out de 2015

MINHA UTOPIA



                                                        ESCREVI ESTE TEXTO EM 2009

Há mais de um mês os meios de comunicação não falam de outra coisa a não ser “a farra nos céus. 
Deputados se transformaram em agentes de turismo, vendem e dão passagem de avião para seus parentes e puxa sacos e para qualquer lugar. 
Não são todos. 
Pode se dizer que uma meia dúzia fica de fora das tramoias. 
Mas com certeza esta farra não é privilegio somente desta casa de Mãe Joana. 
Deputados gastando milhões em passagens de avião para levar artistas famosos para brincar carnaval no seu curral eleitoral, enquanto eles brincam com o dinheiro do povo. 
É a farra com o dinheiro fácil dos impostos abusivos. 
E pequenas cidades param de receber verba federal e o seu cidadão procura uma cidade grande atrás de oportunidades melhores, a cidade grande também para de receber incentivos do governo e o desemprego causado pela roubalheira se torna fruto da crise mundial. 
Crise... 
Quem vive com o dinheiro dos outros entra em crise? 
E o pobre morre sem atendimento médico. 
E os jovens estão fora das escolas e são alfabetizados no tráfico que proporciona-lhes mais atrativos. 
E as religiões se calam 
As entidades de classes e sindicatos se calam. 
E o povo continua votando a troco de qualquer coisa. 
Acho que a Câmara dos Deputados deveria comprar alguns aviões para servir a casa, quem sabe alguns não caiam e matam grande parte da banda podre da política? 
Enquanto fala-se em aviões... 
Surge o escândalo da gráfica do Senado com funcionários participando de feiras de livros pelo país afora. 
Além do salário que é uma afronta ao servidor comum e muito mais ao trabalhador da iniciativa privada, os expositores de nada recebem a miséria de R$ 2.000,00 de diária por estarem representando o país. 
Eu não sabia que o Brasil era escritor que precisa divulgar sua obra para vender. 
E que precisa expor livros em feiras. 
Pelo pouco conhecimento que tenho, acho que os livros impressos na gráfica do povo deveriam ser distribuídos em escolas e entidades que prestam serviço à população. 
Não precisam ficar em estandes caríssimos. 
Que se tornam ainda mais caros quando é pago com o dinheiro alheio. 
E de escândalo em escândalo os políticos vão escrevendo a história do país do povo mais ordeiro do mundo. 
Ou seriam mais covardes? 
E a gente vai perdendo a conta e a esperança. 
E o funcionário público comum e honesto vai levando a tarja de ladrão quando se generaliza ao dizer: “Todo funcionário público é corrupto”. 
O povo pode acabar com esta farra. 
Os líderes comunitários e de entidades de classe (não são todos) precisam parar de se venderem a troco de qualquer coisa e incentivar a população a lutar contra as famílias de políticos que criam seus filhos no berço de ouro roubado do povo; E com o título de eleitor na mão, na próxima eleição ninguém votar em Deputado e Senador. 
O dia que acontecer uma eleição de urnas vazias ou de urnas zeradas o nosso país vai ganhar um novo rumo. 
Esta é a minha utopia.

Depois de clicar nos links abaixo, será que ainda terá coragem de votar em alguém? 



http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/abusos-politicos/arquivo.html     (Copie e Cole)

http://noticias.uol.com.br/escandalos-congresso/grafica-senado.jhtm       (Copie e Cole)


Um comentário:

  1. Um texto, infelizmente, atualíssimo, pke a saúde continua do mesmo jeito.

    Abraços e que Deus seja nosso Guia!

    ResponderExcluir