10 de mar de 2015

A ELEIÇÃO ACABOU - NÃO QUEREMOS 3º TURNO

Falar em impeachment é querer uma ELEIÇÃO DE TRÊS TURNOS, estes politiqueiros que foram derrotados nas urnas, deveriam ter vergonha na cara e começarem a fazer algo de útil para o povo. Eles querem a volta dos tempos em que a Polícia Federal não investigava nada e o roubos e as falcatruas nunca eram apurados, o povo era apenas um detalhe.
Vejam a reportagem abaixo.
O jornalista afirma que sempre houve gente roubando na Petrobras, independentemente da gestão – foi assim em todos os últimos governos que passaram pelo Palácio do Planalto.
O comentário de Boechat ganhou repercussão imediata no meio político em todo País. As afirmações passaram a ser pauta de conversas ao longo do dia, especialmente em São Paulo e Brasília.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso veio a público para dizer que sentia vergonha do que estava acontecendo na Petrobras. Eu queria fazer a seguinte observação: Acho que ele [Fernando Henrique Cardoso] está sendo oportunista quando começa a sentir vergonha com a roubalheira ocorrida na gestão alheia. É o tipo de vergonha que tem memória controlada pelo tempo. A partir de um certo tempo para trás ou para frente você começa a sentir vergonha, porque o presidente Fernando Henrique Cardoso é um homem suficientemente experiente e bem informado para saber que na Petrobras se roubou também durante o seu governo. ‘Ah, mas não pegaram ninguém!” Ora presidente! Dá um desconto porque só falta o senhor achar que na gestão do Sarney não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Fernando Collor não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Itamar Franco não teve gente roubando na Petrobras. A Petrobras sempre teve em maior ou menor escala denúncias que apontavam desvios. Eu ganhei um Prêmio Esso em 89 denunciando roubalheira na Petrobras. […] A Petrobras sempre foi vítima de quadrilhas que operavam lá dentro formada por gente dos seus quadros ou que foram indicados por políticos e por empresários, fornecedores, empreiteiras. Então essa vergonha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é sim uma tentativa de manipulação política partidária da questão policial”, disse Boechat.

Quanto às manifestações que ocorreram durante o final de semana, Boechat acha válido que o cidadão se manifeste contra ou a favor dos governos e criticou o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a intervenção militar no País".

2 comentários:

  1. Boa noite meu amigo.
    Há um fogo cruzado ao governo Dilma, oriundo dos trabalhos da PF.
    A cronica do Ricardo Boechat é perfeita expressão da triste verdade da historia da corrupção.
    Nesta onda toda o que não me convence esta coisa de delação premiada, coisa mais ridícula premiar ladrão da coisa publica. Tinha que haver paredão para este povo. E o povo se alimenta erroneamente que com isso haverá uma varrição da corrupção no país, que triste ilusão. Esta cosia é um câncer que deveria ser extirpado com cisão severa, ou na realidade estaremos apenas orientando a eles como roubar a coisa sem as falhas do passado.
    Eu estou triste e descrente em soluções.

    Uma boa semana a voce companheiro e que a vida lhe seja leve.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Geraldo!

    Tudo bem?

    Gostei que viesse ao meu "encontro", me deixando um gentil e terno comentário.
    Que bom ouvindo disco vinil de Roberto Carlos, tipo: "Eu te amo, eu te amo...", acompanhado da leitura do poema escrito por mim. Isso é que foi, hein....! Parabéns! Amamos em qualquer idade, e não só na juventude.

    Deveria ter comentado, primeiramente, seu texto, mas eu vinha toda "lançada". Me desculpe, tá?

    Geraldo, eu sou portuguesa, como você sabe, e do Brasil, só sei aquilo que vocês blogueiros/as escrevem a propósito desses desvarios e trafulhices, e aquilo que é notícia na TV. De qualquer jeito, seu texto é um grito de revolta e de verdade. Tenho ouvido falar muito da Roubalheira da Petrobras, mas, sinceramente, estou, um pouco, por fora.

    Parabéns pela sua lucidez e desafio, que na escrita toma voz.

    Bom fim de semana.

    Aquele abraço, de paz e bem!

    ResponderExcluir