12 de fev de 2015

AUXILIO MORADIA


 A maioria dos POBRES dePUTAdos estaduais de MINAS GERAIS vão receber R$ 2.850,00 de AUXILIO MORADIA, isso é necessário porque o salário de R$  27.000,00 é muito baixo.
Eles merecem, afinal de contas, esta corja trabalha e muito para o povo, este mesmo povo que está sendo penalizado com aumentos abusivos de tudo, e de impostos para pagar a dívida da falta de vergonha na cara, destes governos que há muito sangram os cofres do país,
Ainda bem que existem algumas exceções, segue abaixo a lista dos que preferiram não receber.
Parabéns para eles.
O único deputado eleito na minha cidade, (Ivair Nogueira) que mora em Belo Horizonte não consta da lista dos que não vão receber esta pequena esmola.

Veja quais são os deputados que pediram para não receber o auxílio-moradia
Alencar da Silveira Jr (PDT)
Mário Henrique Caixa (PC do B)
Fred Costa (PEN)
Marília Campos (PT)
João Leite (PSDB)
Sargento Rodrigues (PDT)
Gustavo Valadares (PSDB)
Tiago Ulisses (PV)
Iran Barbosa (PMDB)
Arlete Magalhães (PTN)
Cristiano Silveira (PT)
João Vitor Xavier (PSDB)
Léo Portela (PR)
Nozinho (PDT)
Leandro Genaro (PSB)
Fabiano Tolentino (PPS)
Antônio Jorge (PPS)

O que era ruim, ainda é pior, os JUÍZES também recebem esta pequena ajuda.
Depois do auxílio-moradia, de R$ 4.377,73, os magistrados estabeleceram o próximo alvo para engordar seus vencimentos: o pagamento de um adicional por tempo de serviço, que pode elevar os salários em até 35%. Com isso, salários de profissionais em fim de carreira --hoje em R$ 29 mil-- podem receber salários de R$ 39 mil.
Isso acontece em todos os estados e benficia também a maioiria de funcionários do alto escalão dos governos deste país sacana.


Nenhum comentário:

Postar um comentário