6 de fev de 2014

REVENDO A HIPERTENSÃO

SERÁ QUE ISSO É ESTRESSANTE?















Vou começar esse texto citando o Dr. Dráuzio Varela quando o mesmo apareceu em todas as mídias. Depois que a Globo mostrou este médico para o mundo, ele passou a ser referência para muitas pessoas quando o assunto era saúde.
Então fui buscar o que ele tinha para nos dizer sobre a hipertensão.
Recomendações:
“* Não pense que basta tomar os remédios para resolver seu problema de pressão arterial elevada. Você precisa também promover algumas mudanças no seu estilo de vida;
Coma sal com moderação. Ele é um mineral importante para o organismo e não deve ser eliminado da dieta dos hipertensos. Esqueça, porém, do saleiro depois que colocou a comida no prato e evite os alimentos processados que, em geral, contêm mais sal. Precisam tomar muito cuidado com a ingestão as pessoas com mais de 65 anos de idade e os portadores de diabetes, porque são mais sensíveis ao mecanismo de ação do sal;
* Não fume. Entre outros danos ao organismo, o cigarro estreita o calibre das artérias, o que dificulta ainda mais a circulação do sangue;
* Não interrompa o uso da medicação nem diminua a dosagem por sua conta;
* Meça a pressão arterial com regularidade e anote os valores para que seu médico possa avaliar a eficácia do tratamento;
* Não esqueça que hipertensão é uma doença crônica e que complicações podem ser prevenidas com o uso de drogas anti-hipertensivas, e mudanças no estilo de vida”.
.1) “Adote dieta rica em frutas, cereais integrais e laticínios com baixo teor de gordura. Assim, você estará ingerindo menos sódio e mais potássio, cálcio e magnésio, nutrientes necessários para quem precisa baixar a pressão”.
2) “Siga as indicações de seu médico e tome os remédios rigorosamente nos horários prescritos”.
3) “Saiba que o estresse pode aumentar a pressão arterial. Atividade física, técnicas de relaxamento e psicoterapia podem contribuir para o controle do estresse e da pressão arterial”.
Coloquei negrito as colocações que ele fez, mas na minha humilde opinião, com certeza ele não pratica medicina para pobre, e não entende nada de Saúde Pública
Um assalariado pode comprar frutas, alimentos integrais, ou dietéticos, para ter uma alimentação saudável?
Desde quando o usuário do SUS tem um médico à sua disposição, se os médicos, com raríssimas e belas exceções, atendem o dia que querem, e não estão nem aí se o paciente vai ou não ter uma melhor qualidade de vida?
Se o estresse é o maior responsável pelo aumento da pressão arterial, então o governo deveria ser processado, porque se a maioria da população é hipertensa a culpa é sem dúvida dos órgãos públicos.
Vejamos os reais causadores desse estresse que causa a hipertensão:
) Ver e ouvir nos noticiários que o dinheiro dos impostos é roubado todos os dias, e que o braço da lei não consegue alcançar os engravatados dos gabinetes, e das Câmaras, de todos os estados e cidades do país, não é estressante, e nos mata aos poucos? 
2º) Ir à um posto de saúde e ficar no meio de uma multidão, esperando que dois ou três médicos operem o milagre de atender a todos, não causa estresse e aumenta a pressão?
3º) Ser atendido por profissionais que ainda não terminaram o curso de medicina, ou são recém-formados e não sabem sequer o que é fazer um diagnóstico, também não pode ser um fator agravante?
4º) Ficar meses esperando por uma cirurgia, e receber um telefonema dizendo que foi cancelada porque um equipamento quebrou, não eleva a pressão do paciente?
5º) Levantar às 04 hs da manhã e viajar em pé dentro de um ônibus superlotado, ou de um vagão do metrô, fazer o mesmo trajeto depois de uma longa jornada de trabalho ou de estudo, não torra a paciência até do mais santo, e não é um dos causadores de estresse e de aumento da pressão?
Notem que ele fala que Técnicas de Relaxamento e Psicoterapia podem contribuir no controle do estresse e da pressão.
Para quem será que ele falou isso?  Os usuários da Saúde Pública têm acessos a esses serviços?
O WIKIPÉDIA diz o seguinte sobre a Psicoterapia: Por ser uma da área da saúde mental a psicoterapia é a principal linha de tratamento para qualquer assunto referente ao psiquismo. Para isso, propõem intervenções psicológicas, cujos objetivos centrais são:
·        restabelecer o funcionamento psíquico ótimo do paciente;
·       permitir que o paciente compreenda as causas do que lhe acomete, para que possa encontrar recursos psíquicos para lidar com suas dificuldades, problemas, etc; desenvolver meios de agir no mundo, redefinindo seus traços de personalidade.
·    solucionar problemas pontuais, que o afligem, bem como, observar questões de cunho mais existencial.
Será que o doutor  não sabe que o pobre só tem acesso a psicólogos e psiquiatras, quando surta e é levado a um SERSAN qualquer, onde quase sempre o tratamento é desumano?
Agora, para terminar: Se falarmos com o cardiologista para eliminar os anti-hipertensivos a resposta que receberemos será: “Tem que tomar pelo resto da vida”. 
Basta ir a um Clinico Geral, e ao medir sua pressão, se acusar 14x8, imediatamente ele te receitará um anti-hipertensivo.
Este conceito precisa ser refeito pelos Conselhos de Medicina Um hipertensivo só poderia ser receitado depois que o paciente fizesse o exame da curva que mede a pressão 24 horas por dia.
Tenho 63 anos e tomava quatro comprimidos todos os dias há mais de 30 anos, nunca tive uma pressão controlada.  Consultei vários cardiologistas e nada foi diferente. Até que um dia tive um pique de 22x10, paguei uma consulta de emergência a um conhecido cardiologista, o danado não pediu sequer um eletrocardiograma, simplesmente pegou um receituário e disse: Tome mais este comprimido à tarde. Hoje, eu eliminei essas drogas sem consultar nenhum especialista, a pressão arterial está mais controlada. É claro que faço a minha parte, exercito uma hora e meia todas as manhãs, pratico caminhada uma hora à tarde, e procuro ter uma alimentação mais saudável.
Só para ilustrar:
Hoje, 06/02/2014 aferi a pressão em casa que acusou 13,5x8, fui ao posto de saúde e pedi para aferir de novo, acusou 19x10, fui para casa e medi novamente, e durante todo o dia ela não excedeu a primeira medida.
Será que todas as pessoas diagnosticadas como Hipertensas realmente sofrem desse mal, ou a indústria farmacêutica precisa faturar cada vez mais?
Ou a maioria dos aparelhos das clinicas, dos hospitais, e dos médicos, estão desregulados?
Somente para pensar...
(Volto a deixar bem claro, não tenho nenhuma formação scadêmica, sou apenas alguém que se vê no direito de escrever sobre tudo aquilo que o incomoda.)
E a saúde mal cuidada, principalmente daqueles que não podem pagar, me preocupa , e muito.


Um comentário:

  1. Caro Geraldo Eustáquio Ribeiro, excelente artigo, inclusive pela abordagem, vamos dizer "sociais"da hipertenção que coincide com experiências pessoais. Valeu. Já compartilhei no grupo do CMS Conselho Municipal de Saúde. Recomendo que todos que sofrem com a hipertensão (a maioria da população) ou mesmo tenham parentes ou amigos hipertensos leiam este texto com atenção.
    Postado por Rogerio Correia no FaceBook

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade