11 de set de 2013

TERRA DESERTA


                                           
Este é o futuro que queremos para nossos filhos?


AH! Como tenho saudades das enxurradas de águas limpas
que cantavam a intimidade da natureza
hoje, invadida pelo lixo, impedidas de correr
por não ter para onde ir, provocam dor, medo, e muita tristeza

Tenho medo do futuro
E confesso não saber o que fazer
Preocupo-me com os mais jovens
Tentando descobrir como irão sobreviver

Mananciais sendo agredidos, tantos prédios sendo construídos,
Onde a mata era virgem, e a água brotava embelezando a paisagem
Estamos poluindo nosso ar, assassinando a biodiversidade
Em nome da ganância e do capitalismo selvagem

Onde foram parar as borboletas?
Onde se esconderam os sapos que coaxavam nos jardins?
O que foi feito das cobras, e até dos ratos que nos assustavam?
Cadê o brilho dos vagalumes?

Ao destruir a natureza, destruímos nossa própria vida

Para os jovens construtores do futuro
Quero deixar apenas um alerta
Se não houver uma postura de proteção do meio ambiente
Com certeza vocês serão herdeiros de uma terra deserta


2 comentários:

  1. Nos últimos 4 anos a chuva vem diminuindo a olhos vistos, alguns dizem que é sazonal a chuva, mas está demorando para equilibrar. Espero que nossas gerações futuras protejam este planeta e que ainda dê tempo. Um abraço.

    ResponderExcluir

Aqui você é muito bem vindo. Seu comentário ajuda na construção desse espaço de liberdade