16 de jan de 2013

MENTE EM MOVIMENTO



CORPO E MENTE EM SINTONIA COM O UNIVERSO

















Às vezes começo a me questionar o que me leva a escrever sobre temas polêmicos do comportamento humano, justo eu, que não tenho nenhuma formação acadêmica, e que simplesmente gosto de observar o que acontece ao meu redor, e nunca me calar diante daquilo que me incomoda.
Uma prova disto é que me aposentei por tempo de contribuição tendo trocado de emprego dezenove vezes.
Mas como cada um faz aquilo que lhe dá na telha, aqui estou mais uma vez divagando sobre o pensamento.
Não consigo compreender por que os psicólogos e psiquiatras acham que entendem e podem influenciar, e mudar o comportamento das pessoas. É claro que a indústria farmacêutica produz toneladas de “medicamentos” para acalmar os mais exaltados, e dar movimento aos que se enclausuram. E este mercado é cada vez mais crescente, porque temos a impressão mundo está girando muito rápido, e muitos não conseguem acompanhar as mudanças abruptas a que o ser humano está exposto todos os dias. Se for verdade que estes profissionais podem mudar o comportamento das pessoas, cada cidade deveria ter no mínimo um profissional para cada mil habitantes.
É por isto sempre digo, psiquiatras e psicólogos são profissionais da medicina que se formaram para atender uma elite, no serviço público uma consulta com um destes profissionais pode demorar meses, uma mente em ebulição não pode esperar tanto tempo. Então, o pobre só tem acesso a estes profissionais quando surta e é encaminhado paras os Cersans da vida.
Gostaria que dessem uma lida no texto DESABAFO, escrevi em 07/2009, e esta semana, assistindo um debate sobre como tratar os usuários de crack, um psiquiatra disse que o maior erro foi o fechamento das instituições que cuidam de doentes mentais, segundo o mesmo, nove mil leitos foram fechados em todo o país.
Vamos ver se dá para entender, fazendo um giro sobre o que vemos e ouvimos.
No país inteiro a violência é companheira maldita de todas as pessoas, e moeda de troca de todos os políticos, que antes de eleitos juram ter uma forma mágica que irá resolver de vez o problema.
Todas as pessoas dizem que os marginais e assassinos deveriam estar trancados nas grades de uma cadeia, ou de um presídio, e isto realmente seria o ideal.
Agora perguntem a qualquer um se ele aprova a construção de uma cadeia no seu bairro, ou de um presídio na sua cidade?
Todos dirão não!
Todos que se dizem ateus quando se veem cara a cara com o perigo, ou em eminência de morte, invariavelmente clamam por Deus.
Muitos pregadores de mentira e de falsas religiões gritam aos berros para os seus fiéis ficarem longe do demônio. O interessante é que este mesmo pregador, faz questão de levar o Belzebu para dentro da sua “Igreja”, e arranja uma lorota danada para que ele vá embora, como se este farsante tivesse tal poder. Simplesmente fazem isso para arrecadar cada vez mais, e continuam sua saga de predadores, morando em mansões e suntuosas fazendas, enquanto a maioria dos fieis fingem-se de cegos pagando dízimos absurdos em troca de milagres que só existem no seu imaginário.
Todos os dias, milhares de pessoas juram que não gostam de política e que todos os políticos são ladrões, mas na hora de votar vão às urnas e elegem qualquer sacana a troco de qualquer coisa.
A coisa mais comum é ouvir funcionário público dizer que o salário não compensa, talvez seja por isso que muitos não trabalham, (existem raríssimas e belas exceções), não tenho certeza qual destes dois motivos levam milhares de pessoas passarem a maior parte da sua vida correndo atrás de um concurso público, de uma estabilidade, ou simplesmente querem viver sem compromisso como nada, como uma grande parcela destes funcionários.
Dirigentes sindicais de várias classes de trabalhadores, lideram seus associados contra o governo e contra os empresários, promovem greves postulando melhorias para as categorias. Mas, quando alguns destes líderes se tornam empregadores, tudo que defendia, de uma ora para outra, não passa de falatório de aproveitadores, invariavelmente todos os líderes de classes de hoje, serão os candidatos de amanhã, quando eleitos passam uma borracha em cima dos antigos ideais.
Em pleno século vinte e um, cidadãos de algumas nações sentem orgulho de serem vassalos de um rei ou de uma rainha. A frase “Deus salve o rei ou a rainha” é repetida até hoje, desde o império romano.
Deus salve a rainha, e o povo que se exploda!
Ditadores são amados pelo povo.
Criminosos violentos são amados por suas mulheres ou seus maridos.
Qualquer frase ridícula dita por um artista ou escritor famoso, transforma-se em jargão e em verdade absoluta.
Médicos dão verdadeiros sermões para que seus pacientes parem de fumar, e assim que saem do consultório, aquele médico dá uma corridinha ao fumodromo para tirar uma bela tragada.
O mesmo acontece com os que gostam de tomar um porre de vez em quando, ou todos os dias.
Psiquiatras e Psicólogos tratam milhares de dependentes de drogas, e uma grande parcela destes profissionais não procura tratamento para o mesmo vicio.
Todos os dias, Nutricionistas prescrevem dietas saudáveis para pacientes preocupados com a saúde ou com o visual, e este mesmo profissional não resiste, e faz uma visitinha no carrinho de lanches com seus salgadinhos expostos como uma tentação.
Pessoas são assassinadas a troco de nada todos os dias.
Mulheres homens, admirados por muitos, seres humanos fantásticos, não conseguem ter um relacionamento duradouro para dividir uma cama e uma vida.
Pessoas sacanas se casam a todo instante, simplesmente para avacalhar a vida de quem teve a infelicidade de achar que tinha encontrado sua cara metade.
Cachorros e gatos são tratados humanos, enquanto uma grande parcela da população do mundo é tratada como animal. Conheço pessoas que passam o dia inteiro com um cachorro no colo, o leva para ser atendido todos os meses em uma clínica, e esta mesma pessoa, há muito tempo não sente o prazer de acariciar uma criança.
Uma pessoa que se diz temente a Deus, é capaz de ficar horas e mais horas na frente de um computador, e não arranja míseros dez minutos da sua vida para visitar um parente, um amigo, ou mesmo um asilo ou uma creche.
E assim é a vida, cada um formata a sua do jeito que mais lhe convier, o grande desafio a ser encarado é: não saber o dia que vamos morrer, e como serão estes últimos dias, ninguém está preparado para morrer, e nem para envelhecer, principalmente se a vida nos colocar dependente de outras pessoas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário