21 de jul de 2012

ELO PERDIDO

ASSIM SOU EU SEM VOCÊ

















Deixe a luz do seu olhar
brilhar intensamente na escuridão
que se transformou a minha vida
quando fui egoísta, e inconsequente magoei seu coração

Mostre-se por novamente por inteira
hipnotizando-me com seu sorriso encantador
para que eu possa sentir-me, mil vezes arrependido
de ter sido um perfeito idiota, e um tolo enganador

Fale com a ternura que só você sabe falar
para que eu possa amargamente arrepender-me
das vezes que teimei não enxergar
tudo que representava na minha vida, quando,
afastando-me de você, esqueci a arte de viver

Sinto falta do perfume que exala do seu corpo
está difícil ficar sem ouvir a sua voz
depois de tantos erros e desenganos
preciso resgatar o amor que havia entre nós

Eu sei que muitas vezes é difícil perdoar
está em suas mãos, minha vida, e o que sobrou de mim
coloco-me aos seus pés, e humildemente imploro
não me deixe sofrendo assim

Deixa-me juntar o que sobrou
reciclar meus sonhos, minha liberdade e minha vida
que só terá sentido, quando novamente com você eu dividir
do contrário, serei para sempre um elo perdido
da corrente do amor da qual me desprendi.




3 comentários:

  1. Lindo Geraldo, fiquei aqui imaginando um homem, no meu caso, sentindo esse arrependimento..hummm..
    que saibamos identificar esse grande amor para perdê-lo.Compartilhado no facebook, abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Oi estimado Geraldo,

    Lindo poema, onde o arrependimento é nota dominante.
    Estamos sempre a tempo de recomeçar.

    Está tudo bem com você? Não tem aparecido em meu blog.

    Abraços da Luz.

    ResponderExcluir