3 de jun de 2011

QUANDO TOCAS O SEU CORPO

                       
















Todos os finais de semana
imagino seu corpo sobre a cama, esparramado,
como se estivesse esperando alguém
para ficar do seu lado

Sei que nas noites que se sentes sozinha
com certeza fica a pensar
que está faltando alguém ao seu lado
para te envolver e te abraçar

E quando tocas o seu corpo
certamente fica a sonhar
que do outro lado da cama
está faltando alguém, para com ternura te tocar

Agora sou eu que me coloco a imaginar
seu corpo nu, num convite que extasia
com este sorriso que encanta
alimentando minha fantasia

Pode ser que nunca aconteça
um chamado da sua alma, do seu corpo e coração
mas o meu, vai estar sempre a esperar
para te acariciar, te envolver e  possuir com paixão.

Como a felicidade é feita de pequenos momentos
serei o mais feliz do amantes
se conseguir realizar-te como mulher
com certeza, o prazer será diferente de tudo que sentimos antes.




2 comentários:

  1. São belos e sensuais os seus versos,Geraldo.
    Muita poesia e inspiração.
    Abç

    ResponderExcluir
  2. Bela inspiração neste querer esfuziante amigo.Parabens.Um abração.

    ResponderExcluir