7 de dez de 2010

UTOPIA DE UM VELHO

PRECISAMOS PROTEGER NOSSA CIDADE CONTRA DOS PREDADORES DA VIDA

Mais uma vez o congresso nacional dá uma demonstração de força, para impedir a cassação do chefe da quadrilha.
Mais uma vez o povo brasileiro percebe claramente, que a urna de votação nada mais é que uma lata de lixo eletrônica.
E o voto mera moeda de troca e lixo não reciclável.
Como o assunto do momento é reciclar, para garantir a sustentabilidade do planeta, é mais do que urgente a reciclagem do voto.
Porque se isto não acontecer, a falmacutaia que já tomou conta do país, vai fazer o Brasil ser um dos primeiros a sofrer os danos da inconseqüência.
Infelizmente ainda falta um ano para que esta oportunidade seja real.
Assim como devemos mudar nossa consciência ecológica, precisamos mais do que nunca fazer uma faxina na política.
E teoricamente é muito mais fácil.
Basta querer.
O que me preocupa é saber que a maioria não está nem aí.
Hoje vi uma amostra de fotos da historia da Une, expostas em uma faculdade, e me remeti à juventude, naquela época eu não sabia nem sequer o que era luz elétrica, não conhecia rádio e nem passava pela minha cabeça que um dia estaria escrevendo o que penso.
Vi fotos de políticos atuais que eram militantes naquela época, e me pergunto.
Estavam eles todos errados?
O que aconteceu com o pensamento e luta pela igualdade?
Pelas diretas já?
E também com o não menos famoso: Fora Collor?
E agora ele volta!
Carregado nos braços do povo alagoano.
E os milhares de votos que ele teve, foram todos de idiotas?
Ou de aproveitadores?
Os que lutavam por igualdade nos anos sessenta e setenta, hoje estão no poder, e a luta agora é diferente.
É preciso perpetuar-se no poder a todo custo, doa em quem doer.
Eu ainda acredito na luta, sei que estou velho, mas faço questão de morrer gritando contra tudo que massacra os mais humildes, mesmo que isto doa em mim.
Como este é um país de sacanas, ano que vem é hora de começar tudo de novo.
Se o povo quiser.

E tiver coragem!
É preciso banir das prefeituras e das câmaras de vereadores, todos os políticos envolvidos em falcatruas, e os que ficam em cima do muro sem coragem para denunciar, e assim se tornam cúmplices.
Políticos que só pensam em obras eleitoreiras, em detrimento de uma saúde desumana, e uma educação sucateada, porque para eles, investir em saúde e escola é investimento sem retorno.
Quando trabalhei em um hospital na minha cidade, participei de reuniões onde o diretor mandava o gerente do Bloco Cirúrgico ligar para os pacientes cancelando cirurgias. Eles diziam que uma maquina havia quebrado, quando a causa real era a falta de um fio cirúrgico, que a insensibilidade e a maldade não deixaram comprar.
Na próxima eleição precisamos eleger gente nova.

A justificativa para isto não acontecer é, que todos que se elegem perdem o caráter, pode até ser verdade, então é melhor mudar a cada mandato.
Nos últimos dias, a minha cidade foi manchete estadual por causa da corrupção, e quando a gente mostra indignação, vem um babaca dizer que em todo o país é a mesma coisa.
Não interessa!
Eu tenho que me indignar é contra os ladrões da minha cidade, e assim com a indignação das pessoas de cidade em cidade, quem sabe a coisa não muda?
Não podemos assistir tudo passivamente, achando que tudo é igual e normal.
Já que a corrupção é passada de geração em geração, precisamos impedir que o comodismo e a indiferença também sejam uma herança maldita.
Cada cidadão de bem tem que lutar por uma saúde mais humana e uma escola de qualidade, na localidade onde vive.
Talvez seja apenas utopia de um velho sonhador.
Mas é possível.
Se não for, só vai restar aos jovens usar a criatividade para vislumbrar o futuro.
E lutar.
Chega de político sacana com fama de bonzinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário