6 de set de 2010

ENXURRADA DE AMOR

O dia estava nublado, parecendo que ia chover
fiquei a olhar as nuvens, esperando o arco-íris
e como não podia deixar de ser
comecei a pensar em você

Que mudou a minha vida
como a força de um vendaval
trazendo-me a tranqüilidade de uma chuva mansa
com a ternura do seu olhar

Agora estou preso nesta enxurrada de paixão
preciso mais do que nunca, de você na minha vida
para que eu possa continuar a viver
no ritmo das batidas do seu coração

Como o raio escreve no firmamento
a limitação do ser humano
quero escrever na minha historia
que viver é ter você sempre no pensamento

Vou te amar por toda a eternidade
mesmo que a eternidade dure apenas um só dia
quero te possuir de corpo e alma
para nunca mais sentir minha vida vazia

Preciso de você
como a terra precisa da chuva
para penetrar bem fundo nas suas entranhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário