21 de set de 2010

CIRANDA MALDITA

Se for escrever um texto a cada noticia ruim que assisto na televisão, leio no jornal ou ouço no radio, ficaria o resto da vida escrevendo.
A pior coisa que existe para a saúde de um povo é ter uma raça ruim de políticos como a do nosso país.
Ficamos doentes só de ouvir.
E o que é pior: todos foram eleitos pelo voto popular, isto é, uma maioria votou para que o Congresso Nacional e as Câmaras dos Vereadores se enchessem de imprestáveis.
Existem poucas exceções.
Isto sem falar na justiça que deveria ser a guardiã da lei.
E a justiça é colocada na cadeia no Espírito Santo.
Por quanto tempo estes “cidadãos de bem” ficarão na cadeia?
Será que a justiça os obrigará devolver o que foi roubado?
Há pouco tempo um banqueiro ladrão ficou preso apenas por um dia.
Quantos milhões são roubados todos os dias?
Alguém saiu às ruas ou foi para a porta do palácio da Justiça do Espírito Santo ou para a porta do banco do ladrão, gritar por justiça?
E o mundo está em crise.
Esta semana o Senado está votando um projeto que já foi aprovado na Câmara dos DePUTAdos que extrapolou as raias do absurdo.
E agora com certeza será aprovado pelo Senado, ou devia ser Semnado?
Enquanto o mundo todo respira crise.
Enquanto grandes empresas amargam prejuízos.
Enquanto milhares de trabalhadores perdem o emprego.
O Congresso Nacional vai na contra mão dos acontecimentos, simplesmente porque não precisa produzir nada para gerar riquezas.
Votaram um projeto que aumenta o número de Vereadores em praticamente todas as cidades de país.
Aqui na minha cidade, Betim – MG foram eleitos 17, o que já é muito pelo nada que produzem e pelo tanto de falmacutaias que a gente toma conhecimento.
Com a nova lei este número chegará a 23, e eu pergunto, para quê?
E até agora eu não ouvi nenhum sinal de que a sociedade organizada, ou mesmo o povo, vai fazer ou dizer alguma coisa contra esta aberração.
Um povo que lutou contra a Ditadura, cassou o presidente Collor por muito menos, vai ficar sem fazer nada contra estes bastardos, que assaltam os cofres da nação sem o menor escrúpulo?
Onde estão as entidades de Classes?
Onde estão os intelectuais deste país?
Onde estão os sindicatos?
Os estudantes, com suas faculdades sucateadas?
Foram todos amordaçados ou o medo de também perder alguns privilégios os obriga a calar?
Ou, valha-me Deus, todos são a favor?
Será que não está na hora do povo sair às ruas gritando contra esta Ditadura do poder legislativo, que engessa sonhos e matam inocentes quando não se preocupa com aqueles que mais sofrem?
Poder Legislativo...
Já nem sei mais se é poder.
Precisamos lutar contra o poder que não consegue enxergar a necessidade de um povo alegre e pacifico.
Sou contra qualquer tipo de violência.
Mas paciência tem limite.
A Grécia, hoje está afundada em uma onda de violência porque o povo se rebelou contra o governo.
Não precisamos chegar a tanto, basta exigir que os direitos básicos de sobrevivência das pessoas sejam respeitados.
Quando uma menina foi jogada pela janela, (coisa monstruosa), o Brasil inteiro se indignou e muitos clamaram por justiça.
E quando esta lei foi aprovada...
Quantas pessoas se reuniram para gritar por justiça?
A democracia de um país se constrói com luta.
A liberdade de um povo é conquistada com luta.
Jogaram pela janela a vergonha de um povo.
Porque não temos eleição geral de quatro em quatro anos?
Porque é bom para o povo e nada que é bom para o povo serve para o político.
Com eleição de dois em dois anos, políticos e autoridades estaduais e federais precisam se mobilizar para eleger o vereador ou prefeito que será seu puxa-saco na próxima eleição.
Em contra partida, na próxima eleição os puxa-sacos terão que se mobilizar para eleger o sacana que o financiou.
E assim esta ciranda maldita vai minando os cofres públicos e criando mais mordomias e mais impostos.
Depois de ler o jornal um dia após reescrever este texto, troquei até o título.
Transcrevo abaixo o que li no jornal ESTADO DE MINAS: “Isto é fruto da bagunça que está este país” reagiu o vice-presidente da Câmara de Montes Claros, Guila Ramos, um dos suplentes que seriam beneficiados pela medida aprovada pelo Senado e não promulgada pela Câmara. Na eleição de outubro ele recebeu 2300 votos e não conseguiu se reeleger por uma diferença de seis votos. Ele admite que fique decepcionado com a noticia.
Para o presidente da Câmara de Governador Valadares, o vereador Paulinho Costa (PDT), a aprovação da matéria significaria mais representatividade da população e a mudança não causaria prejuízos aos cofres públicos. Disse que a Câmara devolveu para a Prefeitura quase R$ 500 mil de recursos que conseguiram economizar.
O presidente da União dos Vereadores do Brasil disse que já prepara um ataque formando uma comissão de parlamentares para tentar convencer os deputados federais a mudar de posição. “Os deputados estão tirando o direito do povo de ser representado pelos vereadores do seu município e criando um constrangimento e um impasse grande. Acredito os deputados sabem o valor dos vereadores e no final vão concordar conosco.”
Isto é brincar com povo, os novos vereadores vão trabalhar de graça?
È claro que não, e com certeza será gerado mais despesa.
Câmara que devolve dinheiro é porque a cidade não tem controle e a corrupção anda solta, se foi preciso devolver é porque recebeu o que não devia, porque político não economiza nada que é do povo.
Aqui na minha cidade figurinhas carimbadas ficaram de fora e se esta lei for aprovada com certeza eles voltarão e isto será motivo de luto.
Esta ciranda maldita precisa terminar.
E isto só acontecerá com muita luta e mobilização de todos para que o povo não seja mais uma vez joguete nas garras de apro

Nenhum comentário:

Postar um comentário